sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

Gratidão a Milarepa

Ontem a tarde, tivemos mais um maravilhoso encontro do Centro Sákya-RJ, no coração do Catete, ali no Largo do Machado, onde tem muitas árvores bodhi, na praça. Nossas atividades foram dedicadas à memória deste grande Santo e realizador do Caminho ensinado pelo Senhor Buda, pois em fevereiro comemoramos o seu aniversário natalício.

O asceta tibetano Milarepa é um dos grandes mestres do Darma e desde os 16 anos, em nossas primeiras leituras búdicas passamos a admirá-lo e reverenciá-lo.

Em português temos uma boa biografia, publicada em 1994 pela editora Pensamento, Milarepa, do antropólogo inglês W.Y. Evans-Wentz, 248 páginas e várias fotos.

Jetsun Kahbum Milarepa foi um grande poeta, escreveu 100 (cem) mil versos. Vivia em uma caverna, vestia-se com uma simples túnica branca.

Gosto muito de Milarepa, representa o homem comum. É um exemplo para todos nós que temos defeitos. Pela dedicação às Três Jóias, vamos superando e ultrapassando os obstáculos.

Obrigado sempre, Milarepa, pela sua preciosa vida !

2 comentários:

ROGEL SAMUEL disse...

excelente é Milarepa
e sua vida excelente
excelente em todos os aspectos é a sua prática
pois ele disse que quem quer ouvir o seu nome não nascerá nos reinos inferiores

Dette Mello-geração anos 50 disse...

Prof.Antonio Carlos,foi um prazer conhecê-lo na Meditação na ABPY,3º 02/03/10.
Mais interessante ainda, foi conhecer a vida e os poderes do Santo Milarepa.
Na nossa vida, nada acontecesse por acaso.Os ensinamentos que aprendi foi usar nossos poderes com consciencia, moderação e responsalibidade,pois somos humanos e deixamos as vezes aflorar nossos sentimentos tanto para o bem como para o mal, no impluso.
Não cheguei ali por acaso.Foi muito bom ouvir seus ensinamentos.Creio que precisava ouvir ,conhecer ,para ser salva dos reinos inferiores.
Obrigado.Dette Mello